01 fevereiro 2012


Mãe que defendia parto residencial morre após dar à luz filha em casa

4


Uma mãe que era defensora dos partos feitos em casa morreu após o nascimento de Zahra, sua segunda filha, em Melbourne, na Austrália. Caroline Lovell tinha 36 anos e estava na companhia de parteiras. Paramédicos chegaram a ser convocados, mas ao chegarem na casa da australiana já era tarde.

 As informações são do jornal britânico "Daily Mail".

Acredito que o parto domiciliar, é uma escolha da mãe, mas deve ser muito bem planejado e deve ter orientação de profissionais gabaritados no assunto, para garantir segurança para mãe e filho...
Nós da blogosfera sentimos grande pesar.


Leia aqui a matéria..

4 comentários:

Mom disse...

Nossa, que coisa triste.
Conheço várias pessoas aqui no Brasil que tiveram seus filhos em casa, mas sempre com o médico junto e uma UTI móvel de prontidão.

Aryana Martins disse...

Muito triste mesmo essa notícia. Concordo com você, Ságna, o parto domiciliar pode ser uma experiência linda, mas a segurança deve estar em primeiro lugar sempre.

geice disse...

nossa que chato isso ... eu mesmo se fosse esperar parto normal morria pq não entro em trabalho de parto e morro de medo dessa espera do parto normal aff ... que deus tenha a alma dela e as filhas cresçam na presença do senhor^^

Diário da mãe e da filha disse...

É querida... Acho que o parto é escolha da mãe, mas também acho que ela poderia ter ajuda de gente que entende para isso não acontecer.

Mesmo assim não quero julgar.

Sinto muito pela perda.

Beijos

Postar um comentário

Eu amo comentários,sua opinião sobre a matéria é muito importante. Comenta aí....