11 junho 2012


Será que meu filho precisa usar óculos?

2


Essa semana eu estava lembrando que já faz um tempinho que não levo os pequenos ao oftalmologista, eu e meu marido usamos óculos e mais uma galera da família.. ás vezes acabamos esquecendo esse pequeno detalhe que pode fazer uma grande diferença na vida das crianças. E você já levou o seu filho ao oftalmologista?

Segue uma excelente matéria  sobre este tema.

Muitos pais ficam apreensivos quando recebem a notícia que seu “bebê” terá que usar óculos, pois alguns têm a idéia de que óculos só são necessários quando chega o momento de entrar na escola. Isso nem sempre é verdade... Existem problemas visuais que necessitam ser corrigidos com óculos, desde o primeiro ano de vida. É na infância que ocorre o desenvolvimento visual, e, se existir algum problema ocular que não for corrigido, pode levar a uma diminuição da acuidade visual (ambliopia). Geralmente entre 8 a 10 anos de idade pode ser reversível com o tratamento correto.

Você já viu criança com os olhos tampados na rua? Pois é, aquilo também é para estimular por igual os dois olhos. Qualquer problema que a impeça de enxergar deve ser corrigido o mais precoce possível: miopia, astigmatismo, hipermetropia, estrabismo (desvio do alinhamento ocular), ptose (olho caído), problemas na córnea, catarata, glaucoma congênito, tumores etc.

Geralmente, todo bebê nasce com um certo grau de hipermetropia, mas nem sempre esse grau deve ser corrigido nos primeiros anos de vida. A maioria consegue compensá-lo sem necessitar de óculos. É claro que toda regra tem exceção, e algumas crianças podem vir a necessitar de correção ótica nos primeiros anos de vida.

O olho torto (estrabismo), que geralmente é normal até os 6 meses de vida, muitas vezes necessita ser corrigido com o uso de óculos na infância. Muitas crianças que nascem com glaucoma, catarata e/ou outras anomalias congênitas podem necessitar de óculos além da correção cirúrgica.

A correção visual através da prescrição dos óculos deve ser realizada somente pelo médico oftalmologista, após uma avaliação oftalmológica completa que pode ser realizada em qualquer idade.



Como faço para que meu filho use os óculos?

Essa é uma dúvida que muitos pais têm, especialmente quando a criança é pequena ou está começando a andar. A melhor resposta é: a maioria das crianças que realmente precisam de óculos usará sem problemas e contentes, pois farão muita diferença em suas visões. No começo, algumas crianças poderão mostrar certa resistência, mas é preciso que os pais o incentivem. Comprar uma armação adequada em uma óptica especializada em óculos infantis também é muito importante.



O uso de óculos criará dependência ou piorará a visão de meu filho?

Não, na verdade acontecerá o contrário. Como já mencionado, se a criança não usar óculos, o desenvolvimento da visão normal poderá ser comprometido. E, por último, é preciso fazer uma diferenciação entre:"a visão piorou e o grau aumentou". Grau (melhor dizendo, dioptria) aumentar é normal e não há nada que possamos fazer para que ele não aumente ou estabilize; faz parte da vida o "grau” aumentar. Isso não quer dizer que a visão piorou. Só podemos dizer isso se, mesmo com as lentes de correção, o paciente já não enxerga tão bem quanto antes. Aí sim, houve piora da visão.

O resto é crendice popular. É uma inverdade dizer que usar computador, ler muito, etc. “gasta a vista”. A única coisa que gasta a vista é o tempo!

Fonte: http://www.brasilclinicas.com.br/artigos/ler.aspx?artigoID=248

08 junho 2012


Mulheres perdem três horas por semana refazendo tarefas domésticas realizadas por homens

3



Sabe aquela história de que se você quer algo bem feito deve fazer sozinho? Ela parece a máxima de muitas mulheres, que não contentes com a divisão de tarefas domésticas com os parceiros, decidem refazer o trabalho executado por eles.


A louça e a roupa são as principais reclamações entre as 2 mil mulheres inglesas ouvidas em pesquisa realizada pela Sainsbury. Tem gente que reclama até a disposição das almofadas - mas isso é muita malice, né? Há, também, muito homem que adora cozinhar à noite e, apesar da comida deliciosa, deixa a cozinha beeem bagunçada — isso é bastante comum!

As reclamações chamam a atenção para dois aspectos principais: os homens estão mais participativos nos cuidados com o lar e as mulheres são mais perfeccionistas. Né?

As 10 piores performances masculinas na lida doméstica

1. Limpar bancadas

2. Organizar almofadas no sofá

3. Alisar o edredom

4. Limpar o forno

5. Não colocar fronhas em travesseiros

6. Não prender o lençol direito

7. Não organizar as gavetas

8. Não devolver objetos para o verdadeiro lugar de origem

9. Pendurar mal as roupas molhadas no varal

10. Guardar pratos molhados

Esssa matéria foi retirada daqui.
 
Eu particularmente acho melhor tentar fazer as coisas, do que ser aquele marido tipo gato preguiçoso, que senta no sofá e não faz nada e ainda tem a boca furada que quando come, deixa as migalhas no chão..... as inglesas estão reclamando de barriga cheia.

07 junho 2012


A roda do ônibus

3

Minha filha chegou em casa cantando essa música, é o tempo todo, eu pensei.... de quem é essa música?? vou fazer uma pesquisa pra saber o que essa menina anda cantando....
Encontrei esse vídeo, achei super legal.

06 junho 2012


Agente faz , o planeta sente..

0
  

Durante toda essa semana na escola de minha filha tratou-se sobre o Meio Ambiente, eles fizeram várias atividades retratando a importância de cuidarmos do nosso planeta.


Tive o privilégio de assistir uma aula e saí de lá com uma frase que a Professora ficou repetindo...

"Agente faz, o planeta sente "

Ela repetia várias vezes essa frase e citava exemplos de como cuidar do nosso planeta.

Quando Hannah joga papel no chão, ou coisa desse tipo eu olho para ele e pergunto:

Filha pode jogar papel no chão? Ela balança a cabeça e diz não.

Eu falo: Agente faz o planeta sente, então pegue o papel do chão, tá bom?



Então é isso galerinha, em 05 de junho comemoramos o dia Mundial do Meio Ambiente, vamos disseminar essa idéia para os nossos filhos.

Agente faz o planeta sente.

Precisamos nos mobilizar, o nosso planeta está muito doente.



Segue uma entrevista super interessante com um dos mais respeitados ambientalistas da atualidade, Christopher Flavin.



Presidente do Worldwatch Institute (WWI), ONG que se dedica a analisar as condições da Terra, anualmente é produzido um relatório conhecido como Estado do Mundo, Christopher veio ao Brasil no ano passado para o lançamento das diretrizes curriculares de Educação Ambiental, durante a Semana do Meio Ambiente. Em Brasília, ele recebeu a repórter Priscila Ramalho (Revista Nova Escola) para uma entrevista. A seguir, alguns trechos.



Como o senhor avalia a situação ambiental do planeta Terra?



Ela é um paciente muito doente cujos sinais vitais estão muito fracos. O número de espécies diminui, o desmatamento aumenta e os reservatórios de água são cada vez menos numerosos e mais poluídos. Sem falar no efeito estufa, que está provocando alterações no clima e em todo o meio ambiente. Mas acredito que esse doente pode se recuperar, se começarmos agora mesmo a mudar o rumo da economia global.



Como a escola pode ajudar?



Ela precisa informar a nova geração sobre a gravidade dos problemas e incentivar os alunos a buscar soluções. Para que, quando eles crescerem, levem esse espírito para suas áreas de

atuação.

Como o professor deve levar essa discussão para a sala de aula?



Se pudesse, eu introduziria no currículo uma disciplina só para tratar do assunto. Ao mesmo tempo, porém, acredito que as questões ambientais estão inseridas em todas as áreas e cabe ao professor relacioná-las à Literatura, à História...



No Brasil, 80% da população vive em áreas urbanas. Como falar em Educação Ambiental nas grandes cidades?



Ali são fabricados os produtos que destroem as florestas, ali se consome a maior parte da energia, ali sofremos com o trânsito. E são as cidades que causam as mudanças climáticas. Existe muito a estudar com base nos problemas urbanos.



Como mostrar às crianças a relação homem-natureza?



As crianças têm um modo quase intuitivo de ver a natureza , particularmente as que vivem nas cidades. Aos adultos cabe mostrar de onde vêm a comida e a água, para onde vão o esgoto e o lixo. Todos precisam entender a dinâmica do meio ambiente na cidade moderna. Queimamos combustíveis fósseis e depois respiramos o ar com o dióxido de carbono que ficou na atmosfera.



Continua valendo o princípio "pense globalmente e aja localmente"?



Há muito a dizer e fazer globalmente, como no caso dos tratados internacionais, mas as principais ações continuam sendo locais. Sim, esse continua sendo um bom princípio.



Fonte:http://revistaescola.abril.com.br







04 junho 2012


Ensina a criança no caminho em que deve andar.

2




Disse Jesus: Deixai vir os pequeninos a mim e não os impeçais, porque dos tais é o Reino de Deus. Em verdade vos digo que qualquer que não receber o Reino de Deus como uma criança de maneira nenhuma entrará nele(Marcos 10:14-15).


Ontem levei as crianças á Igreja, nos primeiros 02 minutos eles ficaram bem comportados, pensei... acho que hoje vou assistir o culto tranquila....

O Culto estava ótimo, o pregador faz trabalhos de evangelismo para crianças, ele na maioria das vezes se veste de palhaço, mas ontem ele estava de roupa normal, mas não deixou de fazer brincadeiras, foi divertido, as crianças maiores gostaram bastante...

Hannah e Ancelmo corriam pra lá e pra cá, choravam, eu pegava no colo, colocava no chão...o pequeno chamava mamã...mamã.... queria mamar.. queria comer.. queria correr... queria....queriam..

Hannah me pediu para fazer xixi, andei a Igreja toda para levar ao banheiro, quando volto ela fala bem alto.."Mamãe quero fazer cocô ", olhei pra ela vc está brincando filha, agente voltou agora do banheiro...

Durante o culto eu fui até a sorveteria e comprei um sorvete para ela, aí ela ficou quieta.

Quando terminou o culto os meus braços não aguentavam mais de tanta canseira e olhem que o pai estava ajudando....

Mas mesmo com essa canseira toda, todo domingo a turminha vai para a Igreja, a Bíblia nos diz:

"Ensina a criança no caminho em que deve andar, e, ainda quando for velho, não se desviará dele". Provérbios 22:6.

Quero ensinar os princípios de Jesus á eles, é melhor educar a criança hoje do que tentar ensinar um adulto amanhã, num mundo tão sem princípios, sem ética, precisamos entender a importância de educar os nossos filhos para que eles se tornem cidadãos de bem amanhã.