24 janeiro 2012


A Língua de Nhem

4


Poema de Cecília Meireles..






Havia uma velhinha
que andava aborrecida
pois dava a sua vida
para falar com alguém.

E estava sempre em casa
a boa velhinha
resmungando sozinha:
nhem-nhem-nhem-nhem-nhem-nhem...

O gato que dormia
no canto da cozinha
escutando a velhinha,
principiou também
a miar nessa língua
e se ela resmungava,
o gatinho a acompanhava:
nhem-nhem-nhem-nhem-nhem-nhem...



Depois veio o cachorro
da casa da vizinha,
pato, cabra e galinha
de cá, de lá, de além,
e todos aprenderam
a falar noite e dia
naquela melodia
nhem-nhem-nhem-nhem-nhem-nhem...



De modo que a velhinha
que muito padecia
por não ter companhia
nem falar com ninguém,
ficou toda contente,
pois mal a boca abria
tudo lhe respondia:
nhem-nhem-nhem-nhem-nhem-nhem..



4 comentários:

Diário da mãe e da filha disse...

Haha adorei o texto!!

Beijos

Cida Kuntze disse...

Ságna, adorei!
Gosto de poemas assim leves... principalmente da Cecília Meireles. Conheço tantos, mas esse acho que foi a primeira vez que li.
Vou mostrar pra minha filha, ela vai gostar muito, tenho certeza...rsrsrs.
Beijinhos.

Cida Kuntze disse...

Não falei? Minha filha riu bastante...rsrsrs.
Preciso comprar um dos livros da Cecília para ela.
Mais beijinhos.

Tais Oliveira disse...

Olá!Olha eu retribuindo a sua visita!Que bom que gostou do blog!

Pelo seu blog, posso dizer que você irá amar o tag "Momento Cut Cut" do meu!Rs

Beijos

www.llamodee.blogspot.com

Postar um comentário

Eu amo comentários,sua opinião sobre a matéria é muito importante. Comenta aí....